Técnicas para papada

Papada, papo ou queixo duplo. O excesso de gordura abaixo do queixo incomoda homens e mulheres e costuma aparecer a partir dos 30 anos, quando a pele começa a ficar flácida por conta do envelhecimento natural ou também pelo excesso de gordura ou causada pelo emagrecimento em excesso ou, ainda, por uma combinação de vários fatores.

Algumas técnicas

Nem sempre os tratamentos para a papada ou queixo duplo têm que ser cirúrgicos. Com exceção dos fios de sustentação que são inseridos sob a pele, a maioria deles é nada ou minimamente invasivos.  Os procedimentos indicados para o problema podem ser feitos juntos ou separadamente, de acordo com a indicação do dermatologista.

Injeção – as injeções de desoxicolato de sódio são usadas para reduzir depósitos de tecido adiposo locais reduzindo seu volume e espessura. A substância aumenta a inflamação do tecido e reduz a gordura por necrose dos adipócitos.

Criolipólise – o procedimento é indicado quando a papada é causada pelo excesso de gordura. É usada uma ponteira própria para o rosto, que resfria a região a – 5º C. Por ação do frio intenso, a gordura subcutânea se cristaliza. As membranas das células de gordura se rompem e em seguida as células adiposas começam a morrer. O resultado inicial pode ser visto a partir da terceira semana e o final, entre a sexta e oitava.

Fio de ácido polilático – é formado por cones ao longo da extensão do fio. É reabsorvível e há estímulo gradual e natural das células de colágeno, fibra que dá sustentação ao tecido cutâneo. Serve para tratar a flacidez da pele do terço médio da face, da linha mandibular, da pele do pescoço e do malar.

Fio de polidioxanona – tem um design com farpas com maior capacidade de tração e ancoragem e também é reabsorvível, com estímulo de colágeno. Porém, é importante ressaltar que uma técnica não é melhor do que a outra. Elas são complementares e possuem indicações diferentes, que são avaliadas pelo dermatologista.

Radiofrequência monopolar volumétrica – indicado para flacidez e contorno facial.  O tratamento utiliza a radiofrequência, emitindo pulsos (ondas de calor), que agem nas camadas mais profundas da pele, reestruturando as fibras de colágeno. O procedimento é indolor e o resultado é gradual e aparece entre 1 a 3 meses.

Ultra HIFU- é uma novidade no tratamento da flacidez e contorno facial e   gordura localizada. Gera 65,4°C na região tratada, provocando coagulação e ativando a produção de colágeno.  O procedimento facial é indicado para lifting, rugas e contorno do rosto. A aplicação não retira o paciente de sua rotina.

 

Saiba mais sobre